Conheça os Locais onde Estamos Presentes

Mude a linguagem do site para algum dos países abaixo

Fechar

Lista de Países

Blog

Engenheiros desvendam mistério de 500 anos na Torre de Pisa

Engenheiros desvendam mistério de 500 anos na Torre de Pisa

Os cinco graus de inclinação na Torre de Pisa a tornaram umas das principais atrações turísticas do mundo. Todo ano, milhares de pessoas visitam o campanário da cidade que empresta nome à torre.

Sua construção, iniciada em 1173, deu errado desde o início. Quando ainda contava com apenas três andares, o frágil solo arenoso da região começou a ceder de um lado.
Sua construção foi retomada somente em 1272. Para contornar a inclinação, os engenheiros da época tiveram a “brilhante” ideia de construir cada um dos outros cinco andares da torre um pouco mais alto no lado em que estava afundando. A ideia era que, apesar de torta, parecesse normal quando completa.

Deu ruim. O peso aumentou daquele lado, fazendo com que afundasse no solo ainda mais. Um erro que séculos depois é comemorado por quem trabalha com o turismo nessa região da Toscana. Sua visitação chegou a ser interrompida em 1990, sob o risco de desmoronar, para reabrir em 2011, após uma obra que reduziu a inclinação em 40 centímetros e acabou com o risco de desabamento.

Mas o que sempre intrigou os cientistas é como ela se manteve em pé durante séculos, já que além do solo frágil, pelo menos quatro grandes terremotos abalaram a região desde 1280.

Agora, um grupo de pesquisa composto por 16 engenheiros, incluindo especialistas em engenharia sísmica e de interação solo-estrutura, decidiu elucidar o mistério de uma vez por todas.
"Ironicamente, o mesmo solo que causou a instabilidade inclinada e trouxe a Torre à beira do colapso pode ser creditado por ajudá-lo a sobreviver a esses eventos sísmicos ", concluiu George Mylonakis, do Departamento de Engenharia Civil da Universidade de Bristol.
Segundo o 
estudo, a vulnerabilidade da estrutura faria com que até a atividade sísmica mais moderada causasse sérios danos ou até derrubasse a torre. Isso não acontece graças a um fenômeno chamado “interação dinâmica solo-estrutura”.
Seus 58 metros de altura e a rigidez da Torre de Pisa combinada com a maciez do solo da fundação faz com que as características vibracionais da estrutura sejam substancialmente modificadas, de tal maneira que a construção não ressoa com o movimento de um terremoto. Segundo os pesquisadores, a torre seria recordista mundial nesse fenômeno.

 

Fonte: Galileu

 


Mais Visitados

Táxi voador da Uber? Empresa mostra protótipo e faz parceria com a Nasa

Táxi voador da Uber? Empresa mostra protótipo e faz parceria com a Nasa

Companhia firmou acordos com a Nasa e o exército americano para testar serviço de transporte aéreo urbano

Hotel Butler Service Is Really Nice. Is It Worth the Price?

Hotel Butler Service Is Really Nice. Is It Worth the Price?

The St. Regis New York has butlers as an amenity for guests. We arrived ready with requests, from coffee to ironing to cupcakes.

Da Inglaterra, professora cria curso de inglês de graça para crianças e adultos do Alemão, no Rio

Da Inglaterra, professora cria curso de inglês de graça para crianças e adultos do Alemão, no Rio

Com boa vontade, algum dinheiro e ajuda das redes sociais, professora brasileira mobilizou voluntários, conseguiu doações e montou curso que já tem 5 turmas funcionando.

'Projeta às 7': Cinemark abre sessões de filmes nacionais por R$12

'Projeta às 7': Cinemark abre sessões de filmes nacionais por R$12

Filme 'Querida Mamãe', com Letícia Sabatella e Selma Egrei, inaugura parceria entre rede de cinema e distribuidora especializada.

Barcelona avisa Atlético de Madrid que pagará multa de Griezmann, diz rádio

Barcelona avisa Atlético de Madrid que pagará multa de Griezmann, diz rádio

Diretor executivo do time de Madri repudia atitude dos catalães: "Falta de respeito"

Ver mais posts

Ligue para: +55 22 2793-2227 ou E-mail: contato@alexianbrothersonline.com

Nós provemos aos nossos alunos com os Melhores Materiais e Conteúdos do Mercado
Iniciar Agora